Compartilhe

Chefsclub: “Quero ser o iFood de comer fora”

Em teoria, cozinhar remete a arte de misturar ingredientes que, de alguma forma, se complementam para dar vida a um novo prato. No mundo dos negócios também é possível mesclar elementos distintos para criar algo novo. É o que pretendem as startups brasileiras ChefsClub e Grubster, que anunciaram um acordo para unir suas operações. “Seremos o aplicativo para quem quer comer fora de casa”, diz Guilherme Mynssen, fundador do ChefsClub. “É perfeitamente possível, pois nosso mercado é muito maior do que o do iFood.”

O ChefsClub é um serviço de assinaturas que dá desconto de até 50% em restaurantes em dias e horários específicos. O Grubster, por sua vez, funciona com mensalidades fixas e também dá descontos nas refeições, mas permite reservar mesas diretamente pelo aplicativo. Em ambas, as rendas são obtidas a partir das assinaturas dos consumidores. No ChefsClub, elas custam R$ 129,90 a cada seis meses. No Grubster, R$ 10 mensais. A nova empresa, que será concentrada na marca ChefsClub, quer unir tudo em um só lugar e faturar com as mensalidades dos assinantes e também com taxas cobradas dos estabelecimentos cadastrados na plataforma.

Link da Noticia