Compartilhe

Flapper anuncia plano de iniciar operações no México

A Flapper, considerada a primeira companhia aérea privada boutique do Brasil, anunciou sua intenção de iniciar operações no México, no segundo trimestre de 2020. A empresa cita um grande mercado doméstico e baixa utilização de tecnologia como os principais motivos para ter escolhido o México como seu primeiro mercado internacional. Paul Malicki, CEO da Flapper, está confiante que isso deixará um impacto positivo permanente no cenário da aviação executiva local. “O mercado mexicano é atraente para nós por várias razões, incluindo grande frota doméstica, proximidade com os EUA e a existência de um centro de aviação privado no aeroporto de Toluca”, diz Malicki. “Ao mesmo tempo, enfrenta os mesmos desafios do Brasil, com pouca utilização de tecnologia e grande fragmentação do segmento de táxi aéreo. Nossa intenção é transformar a aviação privada na principal opção de viagens e aumentar o tamanho do mercado existente”, continuou.

Mais de 35% dos clientes da Flapper nunca voaram em privado antes, segundo Malicki. Ao oferecer assentos em aeronaves de aviação geral e simplificar o processo de reserva de fretamentos, a Flapper alega aumentar o uso de tais serviços, especialmente entre empresas e clientes finais. O aplicativo, que atualmente conta com 160 mil usuários no Brasil, ainda não foi localizado no idioma espanhol e na moeda local – o principal projeto que a empresa realizou para 2020.

Paul avalia o tamanho do mercado em cerca de 700 milhões de dólares. Seus planos incluem oferecer vôos de alta temporada entre Toluca e Acapulco, além de oferecer “pernas vazias” em todo o país. O sistema de cotação proprietário será usado por clientes fretados que podem receber preços em tempo real.

Link da Noticia