Compartilhe

Fintechs avançam no mercado brasileiro

As fintechs – startups ligadas ao setor financeiro – têm avançado em mercados como o brasileiro. Mas alguns empreendedores viram na atuação em nichos a oportunidade de crescer sem ser tão pressionado pela concorrência.

Com experiência acumulada no setor financeiro e em tecnologia, Marcelo França colocou em pé, em março de 2016, o Celcoin. Em vez se ser mais um e se acotovelar com os concorrentes para oferecer um serviço financeiro, ele decidiu buscar mercado entre aqueles que não estão no radar: donos de pequenos comércios e pessoas que não têm acesso a instituições financeiras, chamados de desbancarizados.

Por meio do aplicativo, um smartphone pode passar a funcionar como um terminal para o recebimento de contas de consumo e de boletos, recarga de celular e compra de passagens para viagens rodoviárias, entre outros serviços.